ANTONIO MALTA

PROJETO COFRE

16 DEZEMBRO 22 FEVEREIRO - CASA FRANÇA BRASIL

A convite do artista José Damasceno, Antonio Malta ocupa o cofre da Casa França-Brasil com pinturas, estabelecendo um interessante contraponto com a intensidade escultórica presente em Cirandar Todos.
 
abertura
terça-feira, 16 de dezembro, às 19h30
 
visitação
17 de dezembro de 2014 a 22 de fevereiro de 2015
terça a domingo, das 10h às 20h
 
Todos estão convidados!

CHICO TOGNI

NOTHING LIKE THE GOOD OLD OIL

21 NOVEMBRO 28 FEVEREIRO - LA MAUDITE

Nosso artista Chico Togni expõe na galeria La Maudite em Paris até 28/02/2015. Confira fotos e infos no site:

CHICO TOGNI

VITRINAS DO MASP

01 DEZEMBRO 01 MARÇO - ESTAÇÃO TRIANON MASP, LINHA 02 VERDE DO METRÔ

Nosso artista Chico Togni expõe seu trabalho nas vitrinas do MASP até 01/03/2015. Confira!

JOHN VON BERGEN

CAST AWAY

14 NOVEMBRO 12 DEZEMBRO - BLOK ART SPACE

Nosso artista John Von Bergen expõe seus desenhos em na Galeria BLOK art space em Istambul. Confira!

ANDRÉ RICARDO

ELEMENTO VAZADO

03 OUTUBRO 02 NOVEMBRO - MUSEU DE ARTE DE RIBEIRÃO PRETO (MARP)

O Museu de Arte de Ribeirão Preto (MARP) está em cartaz com a exposição individual de André Ricardo intitulada "Elemento Vazado" até 02/11/2014. Todos estão convidados!

CELIO BRAGA

OVO E CELIO BRAGA

A parceria entre a OVO e o artista plástico Celio Braga resultou na Coleção Nós, geométrica e repleta de amarrações inspiradas na cultura brasileira. Confira no link abaixo:

MONTEZ MAGNO

SOLO EXHIBITION MONTEZ MAGNO

03 OUTUBRO 08 NOVEMBRO - CHRISTINGER DE MAYO GALLERY

Montez Magno expõe individual na Galeria Christinger de Mayo em Zurique.

IARA FREIBERG

ENCONTROS NO ATELIÊ

01 OUTUBRO - RUA MAJOR SERTÓRIO 234 - VILA BUARQUE

Dando início ao projeto de encontros com artistas, Iara Freiberg abre oficialmente as portas do seu ateliê com a intenção de propiciar conversas informais a partir da apresentação do seu trabalho e o de seus colegas de ateliê. Os encontros acontecerão quinzenalmente às quartas-feiras a partir das 19:30h.
Sendo que nos primeiros seis encontros, começando dia 01/10/14, os próprios artistas do ateliê apresentarão seu trabalho: Iara Freiberg, Flavia Yue, Marcos Gorgatti, Nazareno Rodrigues, Clara Benfatti e Nele Azevedo.
Segundo os próprios artistas, eles gostariam que este se tornasse um projeto permanente de encontros regulares para a discussão cotidiana contando com a presença público em geral.

BRUNO BAPTISTELLI

TAIPA-TAPUME - CURADORIA: TOMÁS TOLEDO

28 AGOSTO 04 OUTUBRO - GALERIA LEME

"Na parede, fotos de Bruno Baptistelli retratam o prédio que foi erguido por uma grande construtora no terreno da antiga galeria. “Ele fotografa pelo ângulo da fotografia modernista paulista, de Thomas Farkas e Geraldo de Barros, dando tom histórico e solene a uma arquitetura genérica”, comenta o curador.

BRUNO BAPTISTELLI

TAIPA-TAPUME - CURADORIA: TOMÁS TOLEDO

28 AGOSTO 04 OUTUBRO - GALERIA LEME

"Ocupa essa área em suspensão a instalação sonora de Bruno Baptistelli que se apropria de trecho da música “Da Ponte para Cá”, do grupo Racionais MC’s, estabelecendo uma relação metafórica entre os dois blocos do edifício e as pontes dos rios Pinheiros e Tietê, que separam o centro expandido das regiões periféricas da cidade."

CHICO TOGNI

10 ANOS DO PRÊMIO AQUISIÇÃO

07 JUNHO 10 AGOSTO - CENTRO CULTURAL SÃO PAULO - CCSP

Nosso artista Chico Togni participa da exposição - 10 Anos do Prêmio Aquisição - que inaugura neste sábado, dia 7 às 15h, na Sala Tarsila do Amaral no Centro Cultural São Paulo. Com esta exposição a Curadoria de Artes Visuais dá inicio a um conjunto de reflexões e ações sobre as políticas públicas para a consolidação e atualização da Coleção de Arte da Cidade.

MONTEZ MAGNO

IMAGINE BRAZIL

05 JUNHO 17 AGOSTO - MUSÉE D'ART CONTEPORAIN DE LYON

Nosso artista, Montez Magno está presente na mostra "Imagine Brazil" no Museé d'Art Contemporain de Lyon, que permanecerá aberta até 17/08/2014.

FABIO MESSIAS

HUESPEDES DEL PRESENTE - NOVÍSIMAS ESCUELAS LATINOAMERICANAS DE FOTOGRAFÍA CREATIVA

07 MAIO 29 JUNHO - CENTROCENTRO CIBELES DE CULTURA Y CIUDADANÍA

Parabéns ao nosso artista Fabio Messias que foi selecionado para a exposição "Huespedes del Presente - Novísimas Escuelas Latinoamericanas de Fotografía Creativa" no CentroCentro Cibeles de Cultura y Ciudadanía em Madrid, Espanha.
A mostra coletiva abre hoje e conta com a curadoria da fotógrafa espanhola Marta Soul. Esse programa convidou alguns centros e escolas de fotografia da América Latina para que enviassem novos trabalhos de alunos e ex-alunos visando fazer um mapeamento da cena emergente da nova fotografia latino-americana.
Fabio Messias representará o Brasil (através da escola Estúdio Madalena, de Iatã Canabrava e do curador espanhol Claudi Carreras), junto com os fotógrafos Raquel Brust, Lucas Lenci, André Penteado, Aline Motta e Carlos Henrique Siqueira.
A mostra permanecerá aberta até 29 de junho 

FABIO FLAKS

ARCOMADRID

MADRID - ESPANHA

Fábio Flaks foi considerado um dos dez "highlights" da edição 2014 da feira ARCOMadrid de Arte Contemporânea pela Revista Art Review.

BRUNO BAPTISTELLI

Nosso artista Bruno Baptistelli (Beba) como o artista da semana no site ArteRef.

Seu trabalho é uma grande pesquisa sobre narrativas visuais encontradas ou construídas a partir do atento olhar do artista às pequenas coisas corriqueiras e banais que existem por ai, cidade a fora.

CHICO TOGNI

OFICINA PINO

20 FEVEREIRO 21 FEVEREIRO - RED BULL STATION

Chico Togni e Antonio Ewbank ministram a oficina "Pino". Mostram como construir mobiliário com papelão, criar objetos com design e pensar alternativas recicláveis e sustentáveis.

Dias 20 e 21/fev
das 14 às 19h
Informações: station@redbull.com.br
Local: Red Bull Station 

CHICO TOGNI

ABERTURA DA EXPOSIÇÃO E RESIDÊNCIA ARTÍSTICA 6A EDIÇÃO

15 FEVEREIRO - RED BUL STATION

Nosso artista Chico Togni participa da exposição da Residência Artística 6ª Edição na Red Bull Station.
Curadoria Paula Borghi.

Todos estão convidados!

ANTONIO MALTA

BRAZIL: ARBEIT UND FREUNDSCHAFT

15 FEVEREIRO 15 MARÇO - GALRIA PIVÔ

O Pivô apresenta a exposição coletiva “Brazil: Arbeit und Freundschaft” idealizada pelo artista Pedro Caetano. Caetano propõe uma mostra sobre exatamente os três elementos contidos em seu nome alemão: Brasil, trabalho e amizade. O projeto promove uma reflexão sobre os processos de curadoria e as relações institucionais ao estruturar a mostra a partir de relações sociais e da convivência sem mediação dos artistas no espaço do Pivô . Marcel Duchamp afirmava não acreditar em arte e sim em artistas, seguindo essa linha, o projeto discute o papel do curador ao dar completa autonomia aos participantes do projeto.
 
A seleção dos artistas participantes se deu da seguinte maneira: Caetano, como idealizador do projeto e primeiro artista, convidou um amigo pessoal e também artista para expor um trabalho de sua preferência no Pivô. Esse segundo artista ao aceitar, deveria convidar um outro amigo artista dando continuidade ao processo até alcançar o vigésimo participante. Os artistas convidados escolhem o trabalho que querem expor e desconhecem os outros participantes, salvo o amigo que lhe indicou.
 
Essa dinâmica tem como objetivo revelar certas tendências e as“turmas”das artes visuais brasileiras através de um experimento proposto e conduzido pelos próprios artistas. O processo de construção da mostra é tão importante quanto o seu resultado, na medida em que torna-se um objeto de estudo e possibilita um diagnóstico bem-humorado do próprio mercado de arte nacional. Essa estruturação “boca a boca” da lista de artistas ao mesmo tempo em que abre uma série de discussões sobre o funcionamento interno do meio das artes visuais promove uma democratização dos processos de curadoria, abrindo espaço para diálogos improváveis e reflexões que não surgiriam em uma exposição de temática pré-concebida.
 
No contexto idealizado por Caetano, cada artista é senhor do seu próprio trabalho e participa ativamente do processo de composição do quadro de artistas da mostra, em que o conjunto formado é o reflexo do rastro estendido por essa teia de relações interpessoais. O projeto expande relação do público com as obras, expondo paralelamente o próprio funcionamento do meio social em que os artistas estão inseridos.
 
Para construir um reflexo eficiente do circuito que pretende questionar, Caetano fez apenas uma restrição: que o “amigo selecionado”seja um artista visual profissional. Nas palavras do artista: “Isso excluiria a possibilidade de elementos estranhos ao circuito da arte entrarem na mostra e ela perder sua capacidade de ser denotativa desse circuito; e, ampararia as escolhas pela amizade – o laço social síntese da alegria do exótico povo brasileiro. Por essa mesma toada vem a escolha do nome da mostra, porque ‘está provado que só é possível filosofar em alemão’; além de também estar provado que boa parte do mundo da arte contemporânea gravita em torno das enormes coleções, artistas e curadores daquele país europeu.”
 
Os vinte artistas “auto-selecionados” através do método proposto por Pedro Caetano são: Marcius Galan, Marcelo Cipis, Jac Leirner, Antonio Malta, Paulo Monteiro, Suiá Ferlauto, Roberto Freitas, Marcelo Comparini, Barbara Rodrigues, Rodrigo Andrade,Shima, José Alberto Bahia Duarte, Henrique Detomi, Alice Lara, David Almeida, Thales Noor Rocha Nobre, Gregório Soares, Ana Rita Sousa Almeida, Débora Sousa Amor.

Maurício Adinolfi

NOVOS LINKS!

Nosso artista Maurício Adinolfi está com site novo no ar e também disponibiliza um canal no YouTube com vídeos de seus projetos. Vale a pena conferir!

Novo site:
www.mauricioadinolfi.com

You Tube
https://www.youtube.com/channel/UCC84ul1w5MHv5jhfU96eFJg


IARA FREIBERG

NENHUM LUGAR

18 JANEIRO 23 FEVEREIRO - COMPLEXO CULTURAL FUNARTE SÃO PAULO - SALA FLÁVIO DE CARVALHO

Nossa artista Iara Freiberg expõe "Nenhum lugar" na Galeria Flávio de Carvalho/FUNARTE (SP) neste sábado, 18.01 a partir das 15h. 
Contemplada com o Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2013, a obra Nenhum lugar, da artista argentino-brasileira Iara Freiberg, propõe descaracterizar a arquitetura original do espaço e levar o visitante a uma outra dimensão, imaginária. Esta virtualidade é produzida a partir de ampliações fotográficas dispostas sobre toda a extensão das paredes, por meio da técnica ‘lambe-lambe’ de colagem.
Nenhum lugar amplia e aprofunda o olhar de Iara Freiberg sobre seu principal objeto de estudos: a arquitetura e suas relações com a percepção humana.
O trabalho da artista é marcado pelo desenvolvimento de intervenções profundamente ligadas à arquitetura e ao diálogo com espaços específicos. Segundo ela, a introdução de elementos inesperados no espaço real desloca o olhar e cria mudanças na percepção.
A mostra tem entrada gratuita e poderá ser visitada até 23 de fevereiro.

FÁBIO FLAKS

DESLIZE SURFE SKATE

14 JANEIRO 27 ABRIL - MUSEU DE ARTE DO RIO DE JANEIRO

Nosso artista Fábio Flaks participa da mostra: Deslize <Surfe Skate> com curadoria de Raphael Fonseca no Museu de Arte do Rio. A abertura será hoje, às 15h, com conversa entre artistas e curador. Todos estão convidados!

JOHN VON BERGEN

PREY VOIDANT

18 JANEIRO 01 MARÇO - ALEXANDER LEVY GALLERY

A galeria Alexander Levy tem o prazer de apresentar os mais novos trabalhos de John von Bergen com a exposição Prey Voidant. 
“If there are wall fragments, there must be buildings; if buildings a city, if a city a civilization, if a civilization a religion — all the ingredients to form a mythological context.” - Will Insley (1929 - 2011), trecho de ONECITY.
Ao se entrar na galeria, o visitante é imediatamente confrontado por uma constelação de suportes metálicos torcidos e enrolados que foram rasgados com força a partir de uma parede oca elástica. A mais recente instalação de Von Bergen, não é uma onda forte, anárquico, que é determinado para o centro da sala. Seu título pode referir-se à palavra alemã para a Emergência da mesma forma que é homônima à palavra Nó.
A instalação é acompanhado por uma série de "fragmentos " de parede menores que utilizam uma ampla variedade de transformações enganosas. Von Bergen utiliza materiais comuns de construção que se estendem, desintegram-se e se transformam em novas formas através da implementação de materiais repelentes, como chumbo, fibra de vidro e ferrugem. Estes estudos construídos convidam uma série de cenários ameaçadores para o visitante imaginar.
Prey Voidant finaliza com uma instalação de parede menor intitulado Finished Drawing. Onde encontramos um desenho real emoldurado que o artista estava posteriormente descontente literalmente esmagado num absurdo cômico contra a parede. Cacos de vidro cumprimentam o olhar distanciado dos espectadores que tentam examinar o desenho sepultado. Adjacente a esta instalação repousam de forma pacífica e imperturbável dois desenhos mais recentes de Von Bergen, da série UFO-IHM.
A descrição de Jacques Lacan para as funções do vazio também funcionam como uma descrição perfeita para esta exposição: "Este vazio, afinal, não nos interessa teoricamente. Para nós quase não tem mais sentido. Sabemos que no vácuo ainda podem ser produzido nós, sólidos, pacotes de ondas, e tudo o que quiser."
Na Warped Espace (2000, MIT Press), o arquiteto Anthony Vidler reage à declaração de Lacan afirmando "que é o que o vazio pode conter e sua propensão contínua para inspirar horror ... todas as representações de ansiedade e horror em face do vazio ... ". Tais conversas sobre arquitetura , psicologia e "horror inspirado " também ecooaram na exposição de Von Bergen. A reação do artista ao espaço, materialidade e condições pictóricas abre um leque de portas como Arsalan Mohammad escreveu: "Este elemento surpresa do qual a obra von Bergen é impregnada serve à uma série de efeitos, tanto imediatos e persistentes. Sua tendência a trabalhar com paredes e superfícies em branco desvia instantaneamente a ordem natural aceita das coisas, subvertendo expectativas e criando um estado imediato de choque e descrença."
Esta exposição coincide com o lançamento da primeira monografia de Von Bergen, intitulada CORE. O design gráfico é de autoria de Mischen, inclui 112 páginas com mais de 50 ilustrações, textos de Arsalan Mohammad, Heinz Stahlhut, e uma entrevista com Kimberly Bradley. Com versões em inglês e alemão. Publicado por Kerber Verlag e distribuído por D.A.P.
John von Bergen  (nascido em 1971, em Connecticut, EUA), obteve seu diploma BFA com honras da Escola de Artes Visuais de Nova York. Desde que se mudou para Berlim em 2003, o seu trabalho tem sido exibido em vários museus internacionais, galerias e instituições, incluindo Halle 14 (Leipzig), Galerie Schmela (Düsseldorf), Wilhelm-Hack Museum (Ludwigshafen ), o Museu de Pera (Istambul), Bater e Mellon (New York). Em 2009, Von Bergen recebeu a bolsa Pollock- Krasner Foundation, em outubro de 2012 apresentou sua primeira exposições sul-americana: Pós-Hyper na Galeria Pilar, em São Paulo (com o apoio do Senado de Berlim para a Cultura).
alexander levy
rudi-dutschke-str. 26 | d-10969 berlin
telefon: +49-30-25 29 22 21 | fax: +49-30-25 29 22 76
email : info@alexanderlevy.net | www.alexanderlevy.net